Acabou a paciência

Protesto no ano passado (foto) reuniu mais de 3 mil pessoas. Nova manifestação deve ser ainda maior
Protesto no ano passado (foto) reuniu mais de 3 mil pessoas. Nova manifestação deve ser ainda maior

Rio-verdenses saem às ruas hoje prometendo a maior manifestação já vista contra a falta de segurança na história da cidade

Uma multidão de pelo menos 10 mil pessoas é esperada para participar do maior protesto já realizado contra a falta de segurança pública em Rio Verde nesta terça-feira, dia 13 de setembro. Quase 30 mil pessoas já assinaram o abaixo-assinado online do “Rio Verde Pede Socorro”.

O recado é claro: a população não aceita mais as desculpas do governo para justificar as fugas recorrentes de presos, a falta de um centro de internação para menores infratores e um aumento substancial do efetivo policial no município.

O “Rio Verde Pede Socorro” também vai cobrar do governador Marconi Perillo (PSDB) a realização de concurso público para o futuro Case (Centro de Atenção Sócio Educativa). A intenção é acelerar o processo de seleção, assim como a aquisição do mobiliário, para colocar o centro de detenção de menores infratores em operação o mais rápido possível.

Prometido pelo governador na eleição de 2010, o centro de internação em Rio Verde deveria ter ficado pronto em 2014, mas a obra só começou no final do ano passado. A nova promessa do vice-governador e secretário de Segurança Pública, o rio-verdense José Eliton (PSDB), é de que a construção seja concluída no final de 2017.

Morosidade

O “Rio Verde Pede Socorro” ocorre um ano e meio após a última manifestação em prol da segurança pública na cidade, que reuniu 3 mil pessoas em março do ano passado, e três meses depois de uma audiência pública com José Eliton em Rio Verde.

Na ocasião, o secretário de Segurança Pública frustrou a expectativa geral de um anúncio de aumento urgente do efetivo policial no município, jogando a previsão para depois do concurso público para a categoria. Ele também não deu solução para a transferência da CPP (Casa de Prisão Provisória) do centro para um local apropriado.

Ações emergenciais

A manifestação resultará num documento a ser entregue às autoridades com reivindicações consideradas inadiáveis para amenizar o problema. Além do aumento do efetivo e mudança da CPP, o protesto vai exigir novas viaturas, instalação de mais câmeras de monitoramento e no mínimo três novas varas criminais.

O “Rio Verde pede Socorro” tem o apoio das principais entidades de classe, associações, lojas maçônicas, empresários, produtores rurais e comerciantes de todos os segmentos. A marcha pacífica sairá da avenida João Belo e seguirá pela Presidente Vargas. O encerramento será na Praça da Matriz.

 

O quê: Rio Verde Pede Socorro

Quando: Dia 13, terça-feira. Às 13h30.

Onde: Avenida João Belo com Presidente Vargas

Mais informações: http://rvpedesocorro.com.br/

 

2 Comments

  • Não aguentamos mais , o senhor governador tem segurança,. Nos e que colocarmos o senhor. Marconi Pirillo no poder. Estamos pedindo socorro nos , as nossas casas estão sendo assaltadas em pleno dia se saímos p trabalhar envadem nessas residência, tiram vida de pessoas vc inocentes não podemos mais trabalhar, somos sercados nas ruas e se tiver sorte e misericórdia divina saímos vivos. Queremos respostas imediatas.
    Estamos à mercê da sorte. Socorro

  • Meu irmão foi morto por um assaltante em 16/03/16, que após roubar atirou nas costa com total descaso com a vida humana!Rio Verde está cenário do descaso c os cidadoes de bem! Os traficantes estão tomando conta da cidade! Os matadores são menores ou no máximo 23 anos todos viciados nas drogas que rola fácil! O que será feito? O começo tem que ser dar fim nos traficantes!!! Assim cessa a formaçao de bandidos!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *



Aviso legal: Todos os direitos reservados. Todo o conteúdo apresentado neste site é protegido pelas leis de proteção aos direitos autorais e outros.