Agropecuária lidera geração de empregos no Estado

Dos 8 setores analisados em Goiás, somente o comércio apresentou resultado negativo em junho, com queda de 1.318 postos de trabalho (Foto: Divulgação)
Dos 8 setores analisados em Goiás, somente o comércio apresentou resultado negativo em junho, com queda de 1.318 postos de trabalho (Foto: Divulgação)

Goiás teve o melhor saldo de empregos no primeiro semestre

A geração de empregos em Goiás vem se mantendo positiva neste primeiro semestre do ano e fez com que o Estado alcançasse o 1º lugar no ranking nacional de geração de empregos. Segundo dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), divulgados nesta quinta-feira (28), de janeiro a junho de 2016, o saldo entre admissões e demissões ficou positivo no Estado, com incremento de 16.614 novos postos de emprego.

O resultado positivo se deu especialmente em função da agropecuária, setor que acumula os melhores resultados no ano, com saldo positivo de 9.868 postos de trabalho formal. Em junho, a agropecuária novamente foi a campeã na geração de empregos, com saldo de 1.860 novos postos de trabalho. Dos 8 setores analisados em Goiás, somente o comércio apresentou resultado negativo em junho, com queda de 1.318 postos de trabalho.

No acumulado do ano, o Brasil vive situação bastante crítica, tendo fechado mais de 500.000 postos de trabalho no primeiro semestre. No acumulado de 12 meses, o saldo chega a 1,765 milhão de postos com carteira assinada a menos. (Ascom/FAEG)

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *



Aviso legal: Todos os direitos reservados. Todo o conteúdo apresentado neste site é protegido pelas leis de proteção aos direitos autorais e outros.