Carro que atropelou idoso no Centro estava a 92 km/h

atropelamento

 

Motorista de 23 anos é indiciado por homicídio culposo e deve aguardar julgamento em liberdade

 

Um mês após a morte do aposentado Adelino Pereira Azevedo, 81  – atropelado ao tentar atravessar a rua Augusta Bastos, no Centro – a perícia técnica concluiu que, no momento da frenagem, o motorista do Gol estava a 92 km/h.

Wilson Antônio Prego Filho, 23, foi indiciado por homicídio culposo e deve aguardar julgamento em liberdade.

O laudo comprovou que, se o condutor estivesse dentro do limite máximo de 50km/h da via, a tragédia teria sido evitada. Câmeras de segurança registraram o veículo levantando fumaça do chão com as rodas da frente travadas até acertar em cheio o pedestre.

O acidente aconteceu na manhã do último dia 29 de novembro. O idoso chegou a ser socorrido pelo Samu, mas faleceu poucos minutos depois na Unidade de Pronto Atendimento (UPA).

O motorista permanecera no local até a chegada do socorro. O teste do bafômetro apontou que ele não havia ingerido bebida alcoólica.

1 Comment

  • Quem temndinheiro fica somro. Quem não tem fica na cadeia. Justiça brasileira trabalhando para manter a ordem ou o caos… Viva o Brasil um país onde matar é de boa, roubar é ser esperto e se for honesto, trabalhador e família deste senhor que morreu brutalmente neste acidente, dará em nada e virará estatística.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *



Aviso legal: Todos os direitos reservados. Todo o conteúdo apresentado neste site é protegido pelas leis de proteção aos direitos autorais e outros.