Paulista é o campeão do Melhor Rodeio em Touros do Brasil

Quando a porteira de Ederson de Oliveira abriu, montado no touro Mississipi da Companhia de Macondes Maia, não teve para mais ninguém
Quando a porteira de Ederson de Oliveira abriu, montado no touro Mississipi da Companhia de Macondes Maia, não teve para mais ninguém

Peão estreante de Ilha Solteira, Ederson Oliveira (foto) levou o título

Em uma noite fria, típica de inverno, as montarias pesadas esquentaram o clima na final do Melhor Rodeio em Touros do Brasil. A arena começou a movimentação do domingo às 18h30min com a competição da prova dos carneirinhos e mini touros, onde futuros profissionais do rodeio já mostraram garra e esperteza para lidar com uma arena pesada e equilibrada.

Na sequência foi a vez dos três tambores, os 15 competidores das duas categorias, mirim e feminina, arrancaram suspiros de quem acompanhava pelas arquibancadas e camarotes. Uma competição acirrada, onde a técnica e a agilidade nos contornos dos tambores foram os principais quesitos para tornar campeã das duas categorias Lettícia Pessim Gonçalves Rabelo, de Rio Verde. Com uma riqueza de qualidade a competidora se mostrou confiante desde as eliminatórias e o resultado não poderia ter sido outro. A campeã levou para casa uma moto 0km e um quadriciclo.

Na categoria mirim destaque também para o segundo lugar que ficou com Maria Alice Rizzi que alcançou 54,618 pontos, Raissa Borges no terceiro lugar com 54,852 pontos, o quarto lugar com Ana Beatriz Leão na pontuação de 56,211 e o quinto lugar com Gabi Irgang que acumulou 64,942 pontos.

Já na categoria feminina, o segundo lugar ficou para Gabi Diogo, terceiro para Isadora Aguirre, o quarto para Camilla Costa e o quinto para Ana Gabriela Vieira.

Rodeio em touros

A bateria das montarias em touros foi um espetáculo, o público de aproximadamente 12 mil pessoas se surpreendeu com a técnica dos peões e com a bravura dos animais e mais uma vez foi comprovado que Rio Verde é diferente e consegue trazer a melhor boiada para o espetáculo em oito segundos.

A semifinal contou com a participação de 20 peões e os detalhes foram cruciais para que 10 deles conseguissem garantir as vagas para a final. Assim que os 10 primeiros colocados foram anunciados, diferentemente de outros anos, o sorteio dos bois foi realizado ao vivo e cada competidor retirou o próprio nome do animal para o confronto final, alguns competidores tiveram a felicidade de sortear justamente o touro que gostariam de montar.

As porteiras foram se abrindo uma a uma e a cada pulada de animal, uma explosão de sentimentos cobria os peões e o público que aplaudia de pé. “Foi emocionante, um animal melhor do que o outro na final. Parece que eles sabiam que estavam na final do melhor rodeio em touros do Brasil, pois os pulos foram incríveis e deixaram todos nós de boca aberta”, disse o diretor do rodeio Lauro Dias.

E quando a porteira de Ederson de Oliveira abriu, montado no touro Mississipi da Companhia de Macondes Maia, não teve para mais ninguém e o peão estreante, de Ilha Solteira (SP), se consagrou o campeão do Rodeio de Rio Verde. (Ascom/SRRV)

CLASSIFICAÇÃO FINAL

1º LUGAR: Ederson Oliveira – Ilha Soleira (SP)

2º LUGAR: Luciano Castro – Guzolândia (SP)

3º LUGAR: Kaique Pacheco – Itatiba (SP)

4º LUGAR: Juliano da Rocha – Floreal (SP)

5º LUGAR: Ailton Amorim – José Bonifácio (SP)

Marcondes Maia, dono da companhia 2M, levou o título de Melhor Touro, melhor boiada e ainda melhor nota do rodeio, 93 pontos com o Touro rei da Safra, empatando o recorde da arena.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *



Aviso legal: Todos os direitos reservados. Todo o conteúdo apresentado neste site é protegido pelas leis de proteção aos direitos autorais e outros.