Avenida tem trecho interditado e construtora é acionada

Situação da avenida menos de um mês depois de ser entregue pelo ex-prefeito Juraci Martins (Fotos: Prefeitura de Rio Verde)
Situação da avenida menos de um mês depois de ser entregue pelo ex-prefeito Juraci Martins (Fotos: Prefeitura de Rio Verde)

Parte da Avenida Paulo Roberto Cunha foi interditada na sexta-feira, 27, após vistoria feita pelo prefeito Paulo do Vale, em virtude dos estragos causados pela chuva de ontem. Para garantir a segurança de motoristas e pedestres, o trecho entre a avenida Presidente Vargas e a Rua Heloizio Guerra teve o tráfego suspenso.

Acompanhado de equipes técnicas da Agência de Mobilidade  e Trânsito (AMT) e da Secretaria de Infraestrutura e Desenvolvimento Urbano, o chefe do Poder Executivo constatou diversos estragos na estrutura do asfalto e erosões nas margens do Córrego do Sapo.

O prefeito informou que já notificou a construtora responsável pela obra, que foi entregue em dezembro de 2016. “Não vamos aceitar obras incompletas e que coloquem em risco a segurança do cidadão. A empresa terá de corrigir as falhas”, enfatizou.

Paulo do Vale anunciou a construção em caráter de urgência de uma ponte na avenida Paulo Roberto Cunha, ligando a Rua Dário Alves de Paiva à Juca Baylão. Uma vez concluída a nova ponte, será feita a recuperação da ponte que foi interditada na Rua Heloizio Guerra. (Ascom/Prefeitura de Rio Verde)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *



Aviso legal: Todos os direitos reservados. Todo o conteúdo apresentado neste site é protegido pelas leis de proteção aos direitos autorais e outros.