Deputados “turistas” agora podem ter o ponto cortado

(Crédito da foto: Marcos Kennedy/ALEGO)

Lissauer Vieira foi campeão de faltas sem justificativa no ano passado

 
O presidente da Assembleia Legislativa de Goiás, Hélio de Sousa (PSDB), declarou ontem (7) que as presenças dos deputados serão verificadas todos os dias nas sessões e, ao final do mês, o salário dos faltosos será cortado proporcionalmente às faltas.

No ano passado, dentre os 41 parlamentares, os estreantes Lissauer Vieira (PSB-foto) e Renato de Castro (PMDB) lideraram a lista dos deputados que mais faltaram sessões ordinárias sem sequer apresentar justificativa. Juntos, eles somaram quase 40 faltas em 2015. Agora, ambos são pré-candidatos a prefeito em Rio Verde e Goianésia, respectivamente.

O presidente da Casa, no entanto, já avisou aos “turistas” que a campanha eleitoral este ano não servirá de desculpas para novas faltas. Ele aconselhou aos parlamentares que devem disputar eleição para prefeito que se licenciem do mandato.

As sessões ordinárias da Assembleia são realizadas em apenas três dias da semana – de terça a quinta-feira – no período da tarde. Além do salário de mais de R$ 20 mil, cada um reembolsa quase R$ 30 mil por mês com “despesas do mandato”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *



Aviso legal: Todos os direitos reservados. Todo o conteúdo apresentado neste site é protegido pelas leis de proteção aos direitos autorais e outros.