Militares protestam na Assembleia

Foto: Alego
Foto: Alego

Revoltados com a possibilidade de que a votação da Proposta de Emenda à Constituição Estadual (PEC) que prevê a limitação dos gastos públicos por dez anos e também do projeto que trata de cortes relacionados ao funcionalismo ocorra com as galerias da Assembleia Legislativa de Goiás fechadas, os militares do Estado de Goiás realizam na tarde desta quarta-feira um protesto em frente a Casa de Leis.

A categoria está se deslocando de Brasília, onde participou de uma mobilização convocada pela Federação Nacional de Entidades de Oficiais Militares Estaduais (FENEME) e pelo Conselho Nacional de Comandantes Gerais das Polícias e Corpo de Bombeiros Militares (CNCG) contra a alteração no regime previdenciário dos militares. A manifestação foi realizada na Câmara dos Deputados.

Para o presidente da União dos Militares de Goiás, Major PM RR Valdemir Siqueira Medrado, a situação é preocupante. “Ao longo dos últimos anos temos visto o aviltamento dos salários dos funcionários públicos estaduais, nem mesmo o pagamento da data-base, que é lei tem sido respeitado. Se o projeto for aprovado da forma que está teremos uma enorme perda de direitos dos servidores estaduais, dentre eles os militares. Não podemos aceitar isso de forma passiva. É preciso lutar”, finalizou.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *



Aviso legal: Todos os direitos reservados. Todo o conteúdo apresentado neste site é protegido pelas leis de proteção aos direitos autorais e outros.