Alojamento para tratadores é diferencial da Expo Rio Verde

Fotos: Renato Guerreiro/Lucas Lima

Desde o início da semana vários animais estão chegando ao parque de exposições, são esperados cerca de 1.500. Junto deles, 100 tratadores trabalham para manter o bem-estar animal e como de costume, o Sindicato Rural de Rio Verde preocupa-se com a total acomodação de cada um deles.

Para manter a saúde animal, médicos veterinários, seguranças 24 horas por dia, lavatórios, alimentação e baias bem preparadas com palha de arroz, já estão prontas, somente esperando o restante dos animais chegarem ao local. Os benefícios proporcionados aos animais tem o objetivo de, além de promover conforto, a redução de riscos de doenças. Além disso, evitam também, qualquer risco de transmissão e contaminação de doenças.

Os pecuaristas devem apresentar todos os exames e documentos exigidos pela AGRODEFESA e AGENFA, de cada animal.

Os tratadores são todos cadastrados e identificados e recebem do Sindicato Rural de Rio Verde especificamente, segurança e dois ambientes para as acomodações. Os containers (equipados com ar-condicionado, camas fixas ao chão com distância calculada, banheiro próximo, fácil acesso aos animais e todas as exigências do Ministério Público.) e alojamentos (que também são bem preparados e atendem os requisitos do M.P.). “O motivo de toda essa preocupação com os tratadores é por entender o cansaço. Muitas viagens e viver longe da família, é algo bem estressante, tentamos promover o mais próximo do conforto de uma casa”, explica o médico veterinário Juliano Aquino. É expressamente proibido nos dormitórios, a entrada com bebida alcoólica e de outras pessoas que não sejam tratadores. É impedido também, dormir em barracas, sacos de dormir, redes, colchonetes e similares. O sindicato segue à risca todas as questões de conforto e legislação.

Fernando Filadelfo, 30 anos, tratador dos bovinos Nelore Paranã, viaja com os animais em média 14 vezes por ano, nos estados de Goiás, Minas Gerais e São Paulo. Ele conta que o local cedido é muito confortável e diz que a equipe do Sindicato Rural de Rio Verde é bastante receptiva. Sobre as normas e proibições Fernando ressalta: “Quando tem comodidade que é um caso da Expo Rio Verde a norma é positiva, o problema é que tem exposições que proíbem e não oferecem tal conforto em alojamentos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *



Aviso legal: Todos os direitos reservados. Todo o conteúdo apresentado neste site é protegido pelas leis de proteção aos direitos autorais e outros.