Heuler acusa governo de José Éliton de perseguição

(Foto:Facebook)

Apesar dos ataques, governador ainda mantém secretário estadual indicado pelo deputado no primeiro escalão

Deputado federal e candidato a vice-governador de Daniel Vilela (MDB), Heuler Cruvinel (PP) declarou nesta quinta (9) que o governo de José Éliton (PSDB) pratica a “velha política” e acusou a gestão estadual de fazer perseguição política.

O ataque foi uma resposta às demissões de indicados do PP no governo após o partido ter fechado acordo com o candidato do MDB para as eleições de outubro.

As declarações duras do deputado na Rádio Morada do Sol nesta quinta (9) causaram surpresa devido ao fato do parlamentar ter sido aliado do governo nos últimos dois mandatos e ainda manter indicações na máquina administrativa.

Apesar das demissões em massa de pepistas no segundo e terceiro escalões, o governador José Éliton informou no último dia 6 que não iria demitir dois nomes do partido no primeiro time: Hwaskar Fagundes (Secima) e Cleomar Dutra (Agehab).

Dono da HF Engenharia – que na última eleição foi a maior financiadora de Heuler com R$ 723,4 mil em doações – Hwaskar Fagundes é a principal indicação do deputado no governo.

Ele ocupa a Secretaria Estadual de Meio Ambiente, Recursos Hídricos, Infraestrutura, Cidades e Assuntos Metropolitanos (Secima) desde fevereiro de 2018.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *



Aviso legal: Todos os direitos reservados. Todo o conteúdo apresentado neste site é protegido pelas leis de proteção aos direitos autorais e outros.