Procon Rio Verde coíbe preços abusivos

Órgão de proteção do consumidor endureceu fiscalização durante crise de abastecimento causada por greve de caminhoneiros

 

O Procon Rio Verde interditou cautelarmente nesta semana bombas de combustível do Auto Posto Zero Um, na BR 452, que estava vendendo gasolina comum a R$ 5,79 o litro.

O órgão tem atuado com rigor para coibir práticas abusivas contra o consumidor durante a crise de abastecimento causada pela greve dos caminhoneiros.

Um depósito de gás também foi autuado por vender o botijão de gás a R$ 90,00.

Tanto nos depósitos de gás quanto nos postos de combustível, os fiscais verificam o preço de compra para detectar eventuais abusos na margem de lucro das empresas.

Além das multas, os responsáveis estão sendo encaminhados para a Delegacia de Polícia e responderão por crime contra a economia popular.

“Se não tiverem comprado com preço alto, não justifica o aumento”, explica a coordenadora do Procon Rio Verde, Lúcia Michalczyk.

Segundo ela, o consumidor desempenha um papel importante na fiscalização, devendo solicitar a presença dos fiscais quando se sentir lesado.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *



Aviso legal: Todos os direitos reservados. Todo o conteúdo apresentado neste site é protegido pelas leis de proteção aos direitos autorais e outros.