Pousada pode ser responsabilizada por morte de médico

Cardiologista sofreu acidente com a esposa no dia 30 de dezembro de 2015 e permaneceu 20 dias internado

Laudo aponta que varanda de onde casal de médicos rio-verdenses caiu de uma altura de 3 metros ao fazer uma selfie estava deteriorada

O Conselho Regional de Engenharia e Agronomia do Piauí (CREA-PI) divulgou ontem (30) que foram constatadas falhas de manutenção na pousada Casa Tartaruga, no município de Luis Correia, onde o cardiologista rio-verdense Paulo César de Carvalho Telles, 57, sofreu um acidente fatal ao tirar uma selfie no dia 30 de dezembro do ano passado.

Ele estava com a esposa, a obstetra Leânia Garcia Telles, que sobreviveu aos ferimentos provocados pela queda de uma altura de três metros.

Na pousada onde ocorreu o acidente com o casal de médicos de Rio Verde ficou comprovado que o encaixe entre as peças do guarda-corpo foi feito com pregos que perdem facilmente a resistência. De acordo com o laudo, a madeira da varanda estava deteriorada e havia sido feita com material inadequado.

Os técnicos inspecionaram 21 hotéis e pousadas também nos municípios de Cajueiro da Praia e Coqueiro, no litoral piauiense. O engenheiro civil Teodoro da Silva Reinaldo, que coordenou as vistorias, alertou para a situação das pousadas. O relatório foi encaminhado ao Corpo de Bombeiros, Prefeitura de Luis Correia e ao Ministério Público (MP-PI)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *



Aviso legal: Todos os direitos reservados. Todo o conteúdo apresentado neste site é protegido pelas leis de proteção aos direitos autorais e outros.