Nova avenida vira ‘puxadinho’

Polêmica de ponta a ponta: obra sofre atrasos e mudanças no projeto (CRÉDITO DA FOTO: Sky VANTs)

Prefeitura retoma obra com cortes no projeto original

Pista de caminhada, ciclovia e uma ponte ligando a nova avenida à Presidente Vargas são alguns dos itens que foram suprimidos da via que está sendo construída às margens do Córrego do Sapo.

Lançada em 2011 com a promessa de ficar pronta em 2014, a obra de 2,4 km de extensão foi retomada este mês pela Prefeitura com cortes e alterações no projeto de engenharia.

A avenida, que receberá o nome do ex-prefeito Paulo Roberto Cunha, promete facilitar o acesso de pelo menos 13 bairros ao centro da cidade. Devido aos cortes, os cruzamentos com outras ruas e avenidas serão feitos somente por meio de rotatórias simples.

A largura das pistas, que ainda não receberam asfalto, também tem levantado questionamentos. Segundo o secretário de Infraestrutura e Desenvolvimento Urbano, Luiz Carlos Sabino, no entanto, a medida de 3,5 m de cada uma das pistas é suficiente.

Segundo ele, é importante considerar que o espaço é projetado apenas para o fluxo de veículos, e não para estacionamento. “É uma pista de rolamento, que tem largura de rodovia.” De acordo com ele, a avenida “será para Rio Verde o que a Marginal Botafogo é para Goiânia”.

Além disso, ressaltou o secretário, o método que está sendo utilizado na canalização permitirá que, no futuro, as pistas sejam ampliadas com folga até uma distância segura dos muros de arrimo e proteção de margens. “Vai existir espaço para uma ampliação futura, se quiserem construir uma ciclovia.”

Com recursos federais e municipais, a obra de urbanização e canalização do Córrego do Sapo está orçada em mais de R$ 20 milhões. A promessa agora é de que ela seja entregue até o final do ano.

3 Comments

  • Como tudo no Brasil não vai pra frente Rio Verde não e diferente das outras cidades Brasileiras, o povo sem voz e omisso a corrupção simplesmente baixa a cabeça e não questiona nada, essa obra ainda vai trazer dores de cabeça digo isso pelo fato que o barrinha que já esta pronto não suporta as águas das chuvas, creio que o leito do córrego deveria ter ficado mais fundo, mas como tudo não da em nada mais uma obra que foi desperdiçado dinheiro publico por causa de um projeto mau feito !!!!!

  • essa avenida foi feito para favorecer somente esse clube campestre.. aguarde e veja em meses a nova entrada por essa avenida!! tem nada ai para ajudar e melhorar fluxo de transito de rio verde.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *



Aviso legal: Todos os direitos reservados. Todo o conteúdo apresentado neste site é protegido pelas leis de proteção aos direitos autorais e outros.