Lissauer manobra para salvar Marconi e Eliton

(Crédito da foto: Marcos Kennedy/Alego)

Votação que pode deixar ex-governadores inelegíveis por oito anos é jogada para “depois do recesso parlamentar” por Lissauer Viera, sem data definida

O futuro político dos ex-governadores Marconi Perillo e José Eliton (ambos do PSDB) está nas mãos dos deputados estaduais. Caso eles votem favoráveis ao parecer do Tribunal de Contas do Estado (TCE-GO), que rejeitou as contas dos dois tucanos, Marconi e Eliton podem ficar inelegíveis por oito anos.

E o vento não está soprando a favor dos ex-governadores. Até agora apenas dois parlamentares manifestaram publicamente a intenção de votar contra a decisão do TCE. Diante do cenário desfavorável a Marconi e Eliton, o presidente da Assembleia Legislativa, Lissauer Vieira (PSB), declarou que só vai colocar o processo em votação “depois do recesso parlamentar”, sem data definida.

Em entrevista ao jornal O Popular deste sábado (8), Lissauer admite que o processo já está na Casa, mas que não tem pressa. Membro fiel da base de Marconi no governo anterior, ele foi eleito para a Mesa Diretora este ano com forte articulação do ex-governador nos bastidores.

Marconi, Lissauer e José Eliton em campanha em Rio Verde no ano passado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *



Aviso legal: Todos os direitos reservados. Todo o conteúdo apresentado neste site é protegido pelas leis de proteção aos direitos autorais e outros.