Aumenta pressão sobre José Éliton

Pouca chuva para muita trovoada: aliados acham difícil defender falta de ações concretas (Foto: Wildes Barbosa)

Caos da segurança pública em Rio Verde aumenta cobranças em cidade natal do secretário

O silêncio do vice-governador e secretário estadual de Segurança Pública, José Éliton, a respeito da crescente onda de violência urbana em Rio Verde tem incomodado até mesmo os aliados do governo.

Na sessão desta segunda (9) na Câmara Municipal, parlamentares da oposição e da base criticaram o descaso do rio-verdense com a cidade natal. O presidente da Casa, Iran Mendonça, disse que há três meses tenta em vão realizar uma audiência pública com a presença de José Éliton.

Agora, anunciou o presidente, tentará fazer o debate com ou sem a presença do vice. “Ele poderia dar ao menos uma satisfação aos conterrâneos”, desabafou Iran. Aliados de Marconi no município reclamam da dificuldade de defender o governo diante da falta de atitude do titular da pasta, apontado por eles como “marqueteiro”.

Além das constantes fugas na Casa de Prisão Provisória (CPP) e no Centro de Inserção Social (CIS), a população sofre com a intensificação de roubos e assaltos no comércio e nas residências. Apesar da cidade ter mais do que dobrado a população nos últimos 10 anos, o efetivo de policiais não aumentou.

A vereadora Lúcia Batista não ficou empolgada com mais um convite feito ao vice-governador e ainda ironizou a situação. “Se ele não atende nem o prefeito, será que vai atender os vereadores?”

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *



Aviso legal: Todos os direitos reservados. Todo o conteúdo apresentado neste site é protegido pelas leis de proteção aos direitos autorais e outros.