Lissauer terá de explicar ‘sumiço’ de dados sobre despesas

(Crédito da foto: Sérgio Rocha/Alego)

Ministério Público abre investigação sobre decisão do deputado de ocultar informações sobre gastos da Casa

O Ministério Público Estadual (MP-GO) vai investigar a decisão da Assembleia Legislativa de Goiás de deixar de divulgar a lista nominal dos salários dos servidores da Casa. A informação é do jornal O Popular, que publicou uma matéria de capa no último sábado (1°) denunciando a ilegalidade na gestão de Lissauer Vieira (PSB).

Após a repercussão negativa, os dados voltaram a ser disponibilizados na noite desta segunda (3). Lissauer culpou a equipe responsável pela área e disse à reportagem que precisou fazer uma consulta ao departamento jurídico para descobrir que a divulgação do salário dos servidores é uma exigência legal. A lei está em vigor desde 2012.

Ainda segundo O Popular, já havia uma investigação em curso no MP sobre a falta de atualização do Portal da Transparência da Alego. O Portal da Transparência ficou quase cinco meses sem atualizar o quadro de servidores, salários, despesas completas dos deputados e viagens.

As informações das despesas de uma viagem de Lissauer Vieira e outros deputados para os EUA haviam desaparecido do ar no mês de abril

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *



Aviso legal: Todos os direitos reservados. Todo o conteúdo apresentado neste site é protegido pelas leis de proteção aos direitos autorais e outros.