H1N1: Vacinação em Rio Verde poderá ser prorrogada

Leonardo Tangerino, secretário municipal de Saúde: quantidade prevista de vacinas é suficiente para atender toda a população dos grupos de risco

Campanha tem previsão para terminar no dia 20 em todo o Estado, mas poderá ser estendida no município

Seguindo a programação do Ministério da Saúde, o governo estadual deverá encerrar a campanha de vacinação contra Influenza na próxima quarta-feira (20) em todo o Estado. Em Rio Verde, porém, a imunização dos grupos prioritários na rede pública poderá ser estendida.

A informação é do secretário municipal de Saúde, Leonardo Tangerino, que visa diminuir o tumulto nos postos de saúde. A vacinação com o primeiro lote da nova cepa 2016, com 16 mil doses, começou a ser feita ontem (15). Os postinhos não funcionam no domingo e reabrem na segunda-feira com a expectativa de receberem mais 38 mil doses no decorrer da semana.

“A campanha está prevista até o dia 20, mas as pessoas dos grupos de risco que não conseguirem se vacinar até essa data poderão se vacinar até acabar o estoque”, disse o secretário. A quantidade de doses destinadas para o município, conforme o titular da Saúde, é suficiente para atender todos os grupos de risco.

Etapas

A Secretaria Estadual de Saúde disse que as vacinas estão sendo entregues por etapas pelo Ministério da Saúde aos Estados. Até o momento foram enviadas aproximadamente 600 mil doses para Goiás, mas o repasse programado pelo órgão para o Estado é de 1,6 milhão de unidades até o dia 20.

A secretaria esclareceu também que a campanha nacional começa somente no dia 30 de abril. Em Goiás, ela foi antecipada devido ao surto de H1N1 em Rio Verde, uma situação atípica, já que normalmente os casos começam a ser registrados a partir de junho.

Para evitar o uso indevido da droga e garantir que toda a população dos grupos prioritários do Estado seja vacinada, a Secretaria Estadual enviou aos gestores municipais um alerta sobre a responsabilidade de imunizar exclusivamente os grupos de risco. A orientação é para que os municípios iniciem a vacinação imediatamente após receberem a primeira cota.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *



Aviso legal: Todos os direitos reservados. Todo o conteúdo apresentado neste site é protegido pelas leis de proteção aos direitos autorais e outros.