Abaixo-assinado pede mudança da CPP do Centro

Localizada em pleno centro da cidade, CPP é palco de constantes fugas e rebeliões

Estudantes e vizinhos não suportam mais conviver com as constantes fugas

Palco de rebeliões e constantes fugas, a Casa de Prisão Provisória de Rio Verde é alvo de um abaixo-assinado feito por estudantes do Colégio e da Faculdade Objetivo. A comunidade pede que a CPP seja transferida para um outro lugar. O documento com centenas de assinaturas deverá ser entregue ao secretário estadual de Segurança Pública, José Eliton de Figuerêdo Jr.

Localizada em pleno centro da cidade, a unidade prisional já registrou dezenas de fugas este ano. Somente no mês passado, pelo menos 25 detentos fugiram de uma só vez do presídio, que abriga cerca de 240 pessoas para uma capacidade de apenas 180. A vizinhança se diz assustada com a constante presença de foragidos nos quintais.

O problema não é recente. Em 2007, a CPP ganhou o noticiário nacional ao se transformar em palco de tortura dos presos. Trinta e dois homens e cinco mulheres que cumpriam pena foram agredidos em um espetáculo grotesco, presenciado por moradores e estudantes das escolas nas adjacências.

Há três anos, o Ministério Público pede na Justiça a interdição da CPP, com a transferência dos detentos para outros estabelecimentos prisionais de forma provisória. Um inquérito civil público apurou existência de falhas estruturais, segurança, salubridade e higiene. A Vigilância Sanitária apontou na mesma época condições favoráveis para a proliferação de pragas e vetores da dengue.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *



Aviso legal: Todos os direitos reservados. Todo o conteúdo apresentado neste site é protegido pelas leis de proteção aos direitos autorais e outros.