Firma que atrasou obra da UPA 2 é multada em quase R$200 mil

Inaugurada há 7 anos, hoje UPA está sobrecarregada

A construtora que venceu a licitação pública para a construção da UPA 2 em Rio Verde no ano passado foi multada em R$ 196 mil pela Secretaria Municipal de Saúde por atrasar  o início da obra.

O valor corresponde a 10% do total de mais uma Unidade de Pronto Atendimento, na Região Sul de Rio Verde.

O secretário de Saúde Eduardo Ribeiro assinou a ordem de serviço da UPA 2 no dia 5 de agosto de 2017. Como 60 dias depois a construtora ainda não havia começado, o contrato foi rompido unilateralmente pelo secretário. Ele ainda incluiu a firma no cadastro de empresas proibidas de contratar novamente com o poder público.

Uma nova concorrência pública no valor de R$ 2,2 milhões para a tarefa está sendo finalizada. A meta é entregar a UPA 2 em 2019 na Região Sul.

Inaugurada em 2011 pelo então secretário municipal de Saúde, Paulo do Vale, a atual UPA foi projetada para atender 350 pacientes por dia, mas hoje lida com média de quase 600 usuários/dia.

LEIA MAIS

Neuropediatria: Número de atendimentos aumentou 400% na gestão Paulo do Vale

Caos da saúde em Goiânia afeta pacientes no interior

‘Secretaria de Saúde é atacada por denúncias falsas’

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *



Aviso legal: Todos os direitos reservados. Todo o conteúdo apresentado neste site é protegido pelas leis de proteção aos direitos autorais e outros.